Renata Padovan

www.renatapadovan.com

 

(São Paulo, 1956. Vive em São Paulo)

Seu trabalho tem como ponto de partida a linha como ferramenta de divisão, e o conceito de mapear. Busca elementos na paisagem urbana ou natural, in loco ou representada, dados que desloca, fragmenta e converte em desenhos, esculturas, fotos, vídeos, sons e instalações.

 

(São Paulo, 1956. Lives in São Paulo)

Her work departs from the line as a tool for division and from the concept of mapmaking. She searches elements in the natural or urban landscape, in loco or represented, data that she displaces, fragments and converts in drawings, sculptures, photos, videos, sounds and installations.

 

14 of 14 orbitas, 2013 - impressão e papel de algodão, 150 x 100 cm. Trabalho  feito durante a residência Arctic Circle, Svalbard, outubro de 2012.

14 of 14 orbitas, 2013 – impressão e papel de algodão, 150 x 100 cm. Trabalho
feito durante a residência Arctic Circle, Svalbard, outubro de 2012.

Série Rios – Taipei, aço inox, LED, 28,8 x 38,8 x 10 cm. Trabalho feito durante a residência em Taipei, Taiwan, março 2012.

Série Rios – Taipei, aço inox, LED, 28,8 x 38,8 x 10 cm. Trabalho feito durante a residência em Taipei, Taiwan, março 2012.

Ferramentas para construção do espaço – reorganização das fronteiras - 2011, impressão fine art sobre papel de algodão, 62 x 95 cm.

Ferramentas para construção do espaço – reorganização das fronteiras – 2011, impressão fine art sobre papel de algodão, 62 x 95 cm.

Arquivo-e - 2010, linhas de latão cromado baseadas nos desenhos das linhas de  fronteira entre países da Europa, colocadas uma a uma em gavetas de um móvel de madeira forradas de feltro.

Arquivo-e – 2010, linhas de latão cromado baseadas nos desenhos das linhas de
fronteira entre países da Europa, colocadas uma a uma em gavetas de um móvel de madeira forradas de feltro.

Over the Fence (2008) -gelatina, glycerina, pigmento natural. Instalação durante o  workshop em Finse, Noruega.

Over the Fence (2008) -gelatina, glycerina, pigmento natural. Instalação durante o
workshop em Finse, Noruega.

Marambaia - 2002, semente de grama sobre carpete, são regadas até o meio da  exposição de forma que brotem, cresçam e depois sequem, Chelsea College of Art  and Design, Londres.

Marambaia – 2002, semente de grama sobre carpete, são regadas até o meio da
exposição de forma que brotem, cresçam e depois sequem, Chelsea College of Art
and Design, Londres.